(49) 3221-7007
cdl@cdlages.com.br

INÍCIO / NOTÍCIAS

Estudo do SPC Brasil mostra que dois em cada dez brasileiros têm compra no crediário

Publicado em 28/07/2015
Noticias

Bastante utilizada pelos brasileiros em décadas passadas e num período em que havia menos pessoas com acesso à conta corrente e poupança no país, as compras no crediário ainda fazem parte do cotidiano de uma parcela considerável da população. Um estudo realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educação financeira 'Meu Bolso Feliz' mostra que dois em cada dez consumidores (19%) possuem, atualmente, ao menos uma compra cujo pagamento é feito por meio de boleto ou carnê. A modalidade fica atrás do cartão de crédito, que é usado por 52% do total de consumidores entrevistados.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, "o crediário é para uma parte da população brasileira, sobretudo entre a classe C não bancarizada e os que vivem fora dos grandes centros urbanos, a única via para conseguir realizar compras de valores mais elevados".

Os produtos mais adquiridos com o crediário, de acordo com o levantamento, são eletrodomésticos (44%), eletrônicos (37%), calçados (31%) e roupas (30%). Questionados sobre as principais vantagens desta modalidade, a maior parte dos consumidores cita a possibilidade de dividir o pagamento de suas compras em várias vezes (37%), poder parcelar uma compra mesmo sem ter cartão ou cheque (14%) e ter prazo para realizar o pagamento (13%). "Parcelar as compras é um benefício do crediário, mas que deve ser utilizado com cautela. O consumidor deve evitar fazer muitas prestações simultâneas para não perder o controle do seu orçamento", diz o educador financeiro do portal 'Meu Bolso Feliz', José Vignoli.

O estudo também investigou outras modalidades de crédito utilizadas pelos brasileiros na hora de realizar suas compras. O ranking das modalidades mais utilizadas, excluindo o cartão de crédito -, traz o empréstimo pessoal (37%), o empréstimo consignado (28%), o financiamento (22%) e o cheque pré-datado (9%).

Cinco em cada dez consumidores ouvidos pela pesquisa (54%) garantiram que ao parcelar um produto sempre escolhem a forma de pagamento que cobra a menor taxa de juros. Os consumidores da classe C revelam-se um pouco mais desatentos com a cobrança de juros do que a média geral, uma vez que para esse grupo de entrevistados o percentual cai para 49%. "É importante que os brasileiros demonstrem preocupação com a cobrança de juros, mas muitas vezes o consumidor não sabe fazer a comparação para concluir qual a opção mais vantajosa", afirma Marcela Kawauti.

O estudo mostra que nem todos os brasileiros se preocupam com o peso dos juros no ato da compra. Dentre os consumidores ouvidos pelo levantamento, 16% argumentam que nem sempre podem escolher a forma de pagamento mais barata e, por isso, acabam adquirindo a modalidade para a qual conseguem aprovação, independentemente da taxa de juros. O percentual aumenta para 21% na Classe C. Há ainda aqueles que analisam apenas se o valor da parcela cabe no bolso, ignorando o valor total desembolsado (13%).

Três em cada dez já usaram crédito consignado

O estudo constatou ainda que é significativo o número de brasileiros que estão endividados com empréstimos. Praticamente quatro em cada dez consumidores residentes nas capitais (37%) disseram estar pagando, atualmente, parcelas de empréstimos pessoais contraídos no passado, sendo que a maior parte foi adquirida junto aos bancos (20%). Outros 28% de consumidores já recorreram ao empréstimo consignado em algum momento de suas vidas e a principal finalidade foi o pagamento de dívidas (48%). "O crédito consignado é uma alternativa a ser considerada em situações de sufoco, como no pagamento do rotativo do cartão de crédito, que cobra um dos juros bastante elevados, ou em situações de emergência. O alerta é que a pessoa que toma esse tipo de crédito precisa aprender a conviver com um salário ou renda menor", explica Vignoli.

Outra modalidade também avaliada pela pesquisa foi o financiamento. Dentre os entrevistados, 22% disseram estar pagando algum financiamento nos dias de hoje, com percentuais maiores para os brasileiros das classes A e B (30%). A compra de automóveis (36%), a aquisição da casa própria, como casa ou apartamento (21%) e de motocicletas (16%) são os produtos mais comprados desta maneira.

Tendo caído em desuso com a popularização dos cartões de crédito e de débito, 69% dos entrevistados que possuem conta corrente disseram não possuir talão de cheques.  A segurança e o controle proporcionado pelos cartões são mencionados pela maioria (69%) como a principal justificativa para não utilizarem essa forma de pagamento. Dentre a minoria dos brasileiros que ainda usa cheques pré-datados pelo menos uma vez por ano para fazer compras (9%), as principais aquisições são roupas (17%), acessórios para carro e motos (13%) e móveis (12%).

Fonte: http://www.adjorisc.com.br/economia/estudo-do-spc-brasil-mostra-que-dois-em-cada-dez-brasileiros-t%C3%AAm-compra-no-credi%C3%A1rio-1.1807700
Foto: Murici Balbinot

 




Últimas Notícias

Noticias

Bloco X: Impacto financeiro para empresários catarinenses

O contribuinte que não se organizar para cumprir essa obrigatoriedade, até o prazo estabelecido por lei, poderá sofrer implicações práticas em seu negócio, incluindo até a impossibilidade de realizar novas vendas.
Ver notícia completa [+]
Noticias

Inteligência Artificial: Preparando Pessoas para as Parcerias Homem-Máquina do Futuro

A inteligência artificial (IA) está mudando a maneira como as pessoas vivem e trabalham, prometendo trilhões em impacto econômico e avanços maciços em previsibilidade, produtividade e personalização.
Ver notícia completa [+]
Noticias

1ª edição da Jornada do Varejo lota Teatro Marajoara

Considerado atualmente o maior e mais famoso vendedor televisivo do Brasil, Ciro Bottini chegou em alta performance fazendo a plateia levantar.
Ver notícia completa [+]
Noticias

Energia, alto astral e motivação para as vendas

Energia para Vendas é um dos lemas utilizados por Ciro Bottini
Ver notícia completa [+]
Noticias

Parceria público/privado se une em prol do Mercado Público de Lages

Com o objetivo de comercializar produtos da identidade e tradição da região, o local também será um encontro de lazer e passagem de turistas.
Ver notícia completa [+]

SOBRE A CDL LAGES


Conheça o histórico da CDL de Lages, sua missão, visão e valores. Veja quem são seus Diretores e colaboradores.

CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE LAGES


Endereço: Rua Coronel Córdova, 332
CEP: 88502-200

E-mail: cdl@cdlages.com.br
Fone: (49) 3221-7007
Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: 4Pix Web Solutions